Sensibilidade Dentária

Não consegue se alimentar com tranquilidade porque seus dentes são sensíveis? Eles reclamam quando entram em contato com doces, gelados ou algo mais ácido? Saiba que esse problema é bastante comum e pode ser tratado.

A hipersensibilidade dentinária (HD) é uma condição de elevada prevalência mundo afora, afetando todas as faixas etárias e gêneros de pessoas. Ela se caracteriza por dor de curta duração, aguda e súbita em resposta a estímulos térmicos, evaporativos, táteis, osmóticos ou químicos, a qual pode não estar associada a nenhum tipo de patologia.

Ao consumir bebidas e alimentos gelados e quentes, doces ou mais ácidos, ou pelo contato da superfície dentária afetada com o ar ou mesmo ao toque da própria escova de dentes, pode ser desencadeado esse tipo de reação.

A teoria mais aceita para explicar o seu mecanismo é a hidrodinâmica. De acordo com ela, existem túbulos (canais) no interior da dentina (tecido interno dos nossos dentes) que se estiverem expostos na cavidade bucal, sofrem ao receber algum estímulo externo devido a uma movimentação de fluidos que existem em seu interior. Essa movimentação ocorre tanto por contração como por dilatação, puxando para a superfície ou empurrando esses fluídos em direção à polpa do dente.

É importante que se faça um correto diagnóstico. A HD pode estar relacionada ao excesso de força na escovação, a uma alimentação constante e demasiadamente ácida, a traumas de oclusão, hábitos chamados para funcionais como o de ranger ou apertar os dentes, a problemas periodontais (gengivais), entre outros. O tratamento pode incluir o uso de produtos químicos, como géis e cremes dentais, utilizados em casa ou específicos para utilização no consultório odontológico, e soluções para bochechar, mas não é simples assim. Controlar sintomas não é tratar! Remover os fatores causais é que vai fazer regredir o desconforto ou pelo menos evitar o seu agravo. E isso pode requerer a realização, pelo dentista, de intervenções que podem variar de procedimentos restauradores e ajustes oclusais a laserterapia. O sucesso no resultado vai depender do diagnóstico correto e da acertada associação entre as diferentes terapias existentes. Qualquer que seja a causa ou a intensidade do sintoma, recomendamos procurar um cirurgião-dentista para uma completa avaliação, tratamento e acompanhamento. Saúde e qualidade de vida, sempre!

Denys Baêtas Rocha – Especialista em Reabilitação Oral e Estética Odontológica

Cuidados alimentares x Mau Halito

Manter uma higiene bucal adequada e regular é um dos cuidados para prevenir as cáries e também o mau hálito. Entretanto, a alimentação tem peso importante nesse aspecto. Alimentos ricos em água e fibras ajudam a manter a boca hidratada e a necessidade de mastiga-los repetidas vezes estimula a produção de saliva, assim como o consumo de frutas cítricas também o faz. Alimentos ricos em enxofre (ovo, brócolis), em proteínas animais (leite e carne vermelha) e outros que apresentem ação estimulantes (café, alguns chás, energéticos, refrigerantes) podem levar a alteração do hálito e exigir atenção e cuidados redobrados.

Prevenir é a melhor opção

Muitas pessoas têm o errôneo hábito de procurar o cirurgião-dentista apenas quando surge algum problema, geralmente a dor de dente.  Uma simples visita a um profissional competente para acompanhamento periódico pode impedir complicações. Evitar o problema é muito melhor do que tratá-lo, pois o tratamento envolve custo, tempo e efetividade, que varia de pessoa para pessoa. Neste sentido, mais uma vez, os planos odontológicos são excelentes aliados.

Com saúde não se brinca e o único medo que as pessoas devem ter é de ficarem doentes. Para evitar que isso aconteça, o melhor caminho é a prevenção. A Odontologia Suplementar tem exatamente este propósito: facilitar que a população tenha acesso aos tratamentos, determinados pela ANS, para prevenir as doenças bucais. Hoje, cerca de 26 milhões de usuários contam com os serviços oferecidos pelos planos odontológicos, sendo que 85% estão muito satisfeitos, de acordo com recente pesquisa divulgada pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

Fonte: http://plurall.com.br/plurall/prevenir-e-melhor-opcao/

Tártaro: Saiba mais sobre o assunto

O tártaro é o acúmulo da placa bacteriana endurecida na superfície dentária. Como consequência, a gengiva fica bastante inflamada (gengivite) e pode evoluir para perda de inserção periodontal (periodontite). Nessa situação, o dente pode ficar amolecido e com secreção purulenta, gerando o mau hálito e gosto desagradável na boca e quando não é tratado, este dente pode ser perdido.

Além disso, as bactérias podem entrar na circulação sanguínea e se alocarem em outras regiões do corpo, como coração, articulações e cérebro, causando danos na saúde como um todo.

A limpeza bucal diária pode prevenir o tártaro. A escovação, uso do fio dental e enxaguante são fundamentais para evitar o surgimento deste problema. Para usuários de aparelhos ortodônticos é exigido um maior esforço na limpeza, inclusive com uso de escovas especiais.

Para os casos nos quais o tártaro já avançou, a única atitude a ser tomada é a visita a um dentista para execução da raspagem. Existem casos em que o tártaro não é removido em apenas uma sessão, mas apenas o dentista pode avaliar corretamente cada caso.

Fonte: https://goo.gl/sQQudF

Outubro Rosa

A Unidental está sempre preocupada com a sua saúde. E podemos fazer muito pela saúde da sua boca, mas queremos que você sempre tenha motivos para sorrir. Por isso, hoje, vamos falar sobre o Outubro Rosa: é uma campanha mundial para conscientizar as pessoas, principalmente as mulheres, sobre o diagnóstico, prevenção e tratamento do câncer de mama.

Sendo o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres, ele representa 25% dos casos novos a cada ano, 80% desses casos em mulheres acima de 50 anos. A campanha Outubro Rosa traz o debate para que as pessoas participem desse combate.  Isso demonstra o quanto é fundamental a mulher conhecer seu próprio corpo e possa estar periodicamente se examinando em busca de qualquer anomalia. Assim, pode ocorrer o diagnóstico precoce, o que facilita bastante o tratamento e o trabalho dos médicos, reduzindo os riscos para a paciente.

Este diagnóstico precoce é importante, pois existem vários tipos de câncer de mama. Alguns se desenvolvem rapidamente, enquanto outros são mais lentos. Entretanto, todos eles têm uma mesma origem, a multiplicação de células anormais formando um tumor. As causas são muitas, mas fatores como a idade, genética, hereditariedade, disfunções hormonais e certos comportamentos e fatores ambientais podem aumentar bastante as chances de se desenvolver a doença.

“Para mulheres entre 50 e 69 anos, a indicação do Ministério da Saúde é que a mamografia de rastreamento seja realizada a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas. O Sistema Único de Saúde (SUS) garante a oferta gratuita de exame de mamografia para as mulheres brasileiras em todas as faixas etárias. A recomendação, por parte dos médicos, é que a avaliação seja feita antes dos 35 anos somente em casos específicos.”

Fazendo também o autoexame, pode-se identificar sintomas como: caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); e pequenos nódulos localizados embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço.

Fonte: http://www.brasil.gov.br/saude/2016/09/outubro-rosa-alerta-para-o-diagnostico-precoce-do-cancer-de-mama

Indique um Plano Odontológico Unidental e ganhe desconto

Com a Unidental é assim! Não basta você ter o melhor plano odontológico em Fortaleza e de todo o Ceará, é preciso também que você ganhe compartilhando com seus amigos e sua familia tudo o que a gente pode fazer por sua saúde bucalEntre em contato com a gente e indique pessoas ou empresas para planos empresariais para ganhar desconto de 20% do valor do contrato indicado. Afinal de contas, é a saúde do seu sorriso e uma forcinha a mais no seu bolso.  😉

Condições para participação:

  • beneficiário unidental deve está com Status Ativo e Adimplente;
  • O desconto será aplicado na próxima competência ativa. (ex.:  Se a indicação foi feita em Agosto, o desconto na fatura será na competência de Setembro)
  • O desconto acontece uma única vez e tem o valor de 20% do valor do contrato indicado

Brasil e ONU se unem para Cooperar a favor dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

São Paulo (6/3/17) – “Se analisarmos o cooperativismo com profundidade, veremos que seus valores e princípios podem ser traduzidos nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas.” Com esta frase, Márcio Lopes de Freitas marcou sua participação na abertura do seminário internacional “O Cooperativismo e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Combinando Impacto Econômico e Social por um Futuro Melhor”.
O evento, que ocorreu em São Paulo, é promovido pela OCB, Ocesp e Sistema Unimed, com o apoio da Aliança Cooperativa Internacional. O seminário teve por objetivo discutir um plano de ação que o setor cooperativista deve colocar em prática nos próximos anos, a fim de contribuir com o alcance dos ODS da ONU. A cerimônia contou ainda com a participação do presidente da Unimed Brasil, Eudes Freitas de Aquino; Edivaldo Del Grande, presidente da Ocesp; Monique Leroux, presidente da ACI, e Ramon Imperial, presidente da ACI Américas. Entre as autoridades da política nacional, marcaram presença o senador e recém-anunciado ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes; o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim; além do deputado federal Lelo Coimbra (ES). Lideranças políticas altamente reconhecidas pelo grande apoio que prestam às causas do setor cooperativista no âmbito governamental. Aos mais de 200 presentes, dentre eles presidentes de diversas organizações estaduais da OCB, e, ainda, representantes de cerca de 30 países, o presidente da OCB, Márcio Freitas, ressaltou a relação entre os ODS e o DNA cooperativista. “A cooperativas já praticam o desenvolvimento sustentável. O problema é que não estamos sabendo mostrar isso ao mundo. Precisamos aproveitar essa adesão às metas da ONU para divulgar com mais eficácia, para sermos reconhecidos por aquilo que já fazemos de melhor, que é melhorar a vida das pessoas”, disse o presidente da OCB.    

FONTE: https://goo.gl/PsPEyL